30 de abr de 2009

Reunião da FIA decide rumo da F1 em 2010

Em reunião do Conselho Mundial do Motor, a FIA aprovou algumas medidas para o Campeonato Mundial de 2010 da F1.


Para começar, um teto orçamentário foi definido para as equipes: 45 milhões de euros.

O limite orçamentário deve cobrir todos os gastos, com excessão de:

- Marketing e Hospitality;
- Salários de todos os pilotos;
- Multas ou punições impostas pela FIA;
- Custo dos motores, em 2010;
- Qualquer gasto que não tenha relação com o desenvolvimento do carro nas pistas;
- Ganhos relativos a participação no campeonato.

Foi confirmada a proibição do reabastecimento durante a corrida, além das mantas térmicas para os pneus. O número máximo de pilotos participantes permitidos pela FIA será de 26.

Com o limite orçamentário, alguns nomes de equipes aparecem como "aspirantes" para disputar o Campeonato de 2010. (Falarei sobre as equipes em breve)

A FOM aprovou repartir os valores dos direitos comerciais - aproximadamente 10 milhões de dólares - com essas novas equipes. Se somados aos valores investidos pelos patrocinadores, será suficiente para que uma equipe se mantenha durante toda a temporada.

Porém, para optar a tal "ajuda", as equipes devem provar sua qualidade de "Construtores" além de estabilidade técnica e econômica para disputar o campeonato.

Apesar do limite aprovado, as equipes terão a opção de aceitar ou não.

As equipes que aceitem o limite terão maior liberdade técnica com relação a aerodinâmica - mais precisamente no que diz respeito as "asas" traseira e dianteira - e revoluções ilimitadas para o motor.

Estas mesmas equipes terão liberdade para testar seus carros - uma vez finalizada a temporada- e utilizar o túnel de vento, sem limitações.

As equipes que decidirem "não se limitar", econômicamente falando, terão restrições na hora de desenvolver o novo carro.

[Atualização]

Além das medidas já divulgadas pela FIA para a disputa da temporada 2010 da Fórmula 1, a entidade máxima também divulgou a nova pesagem mínima dos carros: a partir de 2010, os carros passam de 605 Kg a 620 Kg mínimos, devido ao aumento de peso proporcionado pelo Kers, que levou vários pilotos a perderem peso essa temporada.

17 comentários:

Fim do reabastecimento: Ótima notícia. Primeiro porque acabará com as estratégias de pit-stop, ultrapassar somente na pista, ou erro na troca de pneus. Segundo que finalmente voltaremos a ter na pole-position o carro mais rápido, uma vez que todos terão o mesmo peso.

Mantas térmicas: Para os espectadores será melhor, já para os pilotos...

O restante é a inteligente estratégia de Tio MAX e Tio BERNIE, de minar ou rachar a FOTA (principalmente as montadoras).

"As equipes que decidirem "não se limitar", econômicamente falando, terão restrições na hora de desenvolver o novo carro."

O que é morte certa pras equipes, como elas tirariam o tempo que vão perder? em que parte do carro?

Abraços, parabéns pelo blog

Pois é, Pedro.

É quase um "de livre e espontânea pressao" esse limite de orçamento.

A Ferrari já se declarou contra mas nao disse se sim ou nao.Será que eles se arriscam?

Ewerton,

Realmente dá pra tirar coisas positivas dessas decisoes da FIA, as vezes.;)

O fato é que por mais um ano teremos regras totalmente novas na F1 e, porque nao dizer que, as equipes começarao do "Zero" de novo.

Complicado!

Ah! Quem ha uns dias atrás sugeriu um post para o dia 1º de Maio sobre o Senna?!

Tentei achar nos comentarios mas sao muitos;)

Acho que foi o Eduardo, Priscilla...

Nesta questão das montadoras eu acho que a FIA tem até um pouco de razão, ficar dependente delas é um tanto quanto perigoso, investem 1 bilhão de dólares num ano e depois simplesmente abandonam a categoria...

É mais prudente ter equipes independentes, com um orçamento reduzido e até limitado, mas que garantam uma continuidade da categoria...

Isso evita, também, que o 1,5 bilhão de dólares anuais da FIA não seja ameaçado... Já pensou que tragédia para os "tios" Bernie e Mosley!!!

Sobre "o dia de amanhã", o globoesporte.com está "publicando" uma série de reportagens muito boas... São as "15 histórias" e as "15 corridas inesquecíveis de Ayrton Senna"...

Nada comparado a quem viu tudo aquilo ao vivo (tudo mesmo) e sem perder um momento sequer (exceto a última prova, acreditem), mas que servem para dar um "alento" a quem perdeu o "melhor da história"...

Eu sei que não vai constar da série, mas no GP de Monza de 1990, ele não tinha o melhor carro, que era a Ferrari de Prost, mas ele conseguiu virar cada vez mais rápido da largada até a volta 30, mais ou menos, quando parou para trocar os pneus, foi uma sequência de umas 30 voltas uma mais rápida que a outra!!! Uma capacidade de controle do carro que jamais tinha visto e que espero ver novamente em algum piloto de F1...

Acho q essas novas regras vão permitir que novas equipes ingressem no grid e alem disso vai aumentar mais a disputa entre elas, ja que o dinheiro para desenvolver o carro vai estar mais limitado e quem for aderir a esse limite vai ter q fazer milagres.

Essa temporada de 2010 promete tanto quanto essa desse ano.

Sobre "amanhã", sou um dos fãs do Ayrton que não viram ele correr por tanto tempo.

Nasci em 86, e so me lembro de 90 pra cá. Bom domingos de manhã sem perde uma corrida q eu me lembre.

Mas é sempre bom relembrar suas corridas e seus feitos.

Prá mim foi diferente, nasci em 1971 e acompanhei os três títulos do Piquet, só que ele nunca me empogou muito... Aí a Globo começou passar umas corridas de F3 onde um brasileiro estava debulhando, era simplesmente "demais"...

Na corrida de Mônaco/84 o Senna conquistou uns 40% dos fãs... E em Detroit/86 ele conquistou o resto, num simples gesto patriótico...

O blog do Rodrigo Mattar, "A mil por hora", tem um post muito legal, sobre os 15 anos do "RATZENBERGER"... Pois é, faz 15 anos hoje...

E "se" as regras fossem seguidas (maldita FIA), não haveria corrida no domingo e... ...malditas regras não cumpridas!!!

Outra mudança na parte técnica inclui o aumento do peso mínimo dos carros: serão 15 kg a mais, passando para 620 no total.

Bóa noite Priscilla e amigos do blog. As mudanças divulgadas pela FIA, para 2010...são interessantes!! Mas com algúmas ressalvas? O teto orçamentário,não dá para se ter uma exatidão de quanto ele pode ser "benéfico ou não para a catégoria". Pode e deve despertar o interesse de novas equipes....! mas também pode,afastar outras tantas. Principalmente as montadoras, e isso não é interessante para a F1. Como não é...ném um pouco interessante a manutenção de apenas uma fabrica de "PNEUS". Com o fim do reabastecimento e o uso das mantas termicas...fica mais fácil a "manipulação de resultados" ou seja?? A FIA, pode muito bém direcionar "compostos" melhores... a equipes que lhe convénham resultados melhores ém determinadas corridas. Uma concorrençia de pneus dificultaria muito, esse possivél favorecimento. Entre um carro bóm e um carro ruin....os pneus,fazém muita diferença se ouver interesses ém seu desempenho.

Eu já acho que o ideal seria a FIA fazer modelos padrão que pudessem ser aperfeiçoados pelas equipes... Tipo assim, motor, chassis, kers e câmbio teriam um modelo padrão, que poderiam ser melhorados pelas equipes...

Isso reduziria os gastos sem imposição de limites de gastos, o que exige fiscalização e é passível de falcatruas, e aumentaria a competitividade da categoria...

Mas tudo isso é especulação, o fato é que graças às mudanças anunciadas talvez tenhamos um gid com 26 carros ano que vem, e isso é fantástico, desde que permaneça o equilíbrio desta temporada... Ter um grid cheio de carros 5s mais lentos que as equipes de ponta não adiantaria nada!!!

Fui eu mesmo, Priscilla.Quem sabe um "Onde você estava em 1 de maio de 1994?".Já que em cada comentário vamos conhecendo mais um pouco sobre seus "seguidores", seria bom saber o que cada um viveu naquele fatídico dia.Um abraço a todos!

Amanhã provavélmente, sairá na internete[já procurei e não encontrei] Mais uma declaração infeliz de Bernie Ecclestone.?

A FIA até cogitou essa possibilidade, B'Hengler, lembra?

Eles queriam algumas peças padrao.

Mas acho que mudaram de idéia e por isso o aumento no orçamento, que antes parecia que iria ser fixado em 30 milhoes.

De qualquer forma haverá uma comissao observando cada passo das equipes para saber que o limite está sendo cumprido.

Eduardo,

A idéia é boa! Vamos ver se hoje sai.

Raphael,

Bem lembrado sobre a nova regar do peso. Eu li sobre isso mas esqueci de colocar pq ainda nao tinha visto o Comunicado Oficial da FIA.

Bjs

Nelsinho Piquet, sobre a morte do Senna(Retirado do Blg do Ico):

"O legado deixado pelo tricampeão é valioso demais, como aponta Nelsinho. “Para o Brasil, ter o Ayrton foi muito importante. Ele foi ídolo e serviu de inspiração para todos os pilotos que vieram, que chegaram à Fórmula 1, que estão correndo no mundo inteiro”.

Para encerrar a conversa, o piloto Nelsinho Piquet faz uma observação interessante sobre as circunstâncias da fatalidade. “Pelo menos, o acidente aconteceu com ele fazendo o que mais gostava, fazendo o seu trabalho e correndo na Fórmula 1. Não me entendam mal, mas eu preferiria morrer num carro de corrida do que num acidente de avião, por exemplo”.

Quinze anos depois, o filho de Nelson Piquet mostra no respeito e admiração por Ayrton Senna que a nova geração pode ensinar uma bela lição à nossa: reverenciar dois grandes esportistas pelos grandes feitos que obtiveram na Fórmula 1. Feitos que estão muito, mas muito acima mesmo de diferenças pessoais, de simpatia ou antipatia por esta ou aquela personalidade."

Aos que o criticam tanto, Nelsinho mostrou ter personalidade e maturidade.Só falta ter melhores condições de trabalho para manter-se na categoria e vencer.Assim espero.
Não importa se você era Piquetista ou Sennista.Você era, antes de tudo, um felizardo por ter acompanhado a carreira de dois dos maiores gênios da F1.Eu me sinto assim.Abraços a todos! Eduardo.

Bóm dia amigos....Eduardo?? eu no alge dos meus [46]...ainda estou esperando para sa ber o por quê??? PIQUET E SENNA, não se davam e que havia um atrito entre o 2[não se gostavm.] Frases vinculadas e noticiadas com muita veémencia pela [globo] e revistas especialisadas ém automobilismo. Principalmente após o episodio da "hungria 86" onde N.Piquet fêz aquela ultrapassagém, sobre Senna e que repercutiu muito na época e ainda até hóje repercute. Eu particularmente, nunca vi ném uma declaração formal, de qualquer um dos 2 a respeito de "EU NÃO GOSTO DE FULANO E ASSIM VICE-VERSA" a não ser o que a midia divulgava. Existia sim... uma "diferença" grande entre os 2 no que diz respeito ao relacionamento com a midia[no caso a globo] Piquet não gostava de marketing,pessoal[bajulação,entrevistas,aparecer ém comerciais e participar de eventos promovidos pela tv.] Senna! ao contrário...adorava um markenting pessoal...A onde tinha entrevistas e reportágens[tv radio e revistas] era com ele mesmo. Se PIQUET tivesse trabalhado mais a sua imagém pessoal...estária até hóje sendo bajulado pela midia. Alguém dúvida??? A própria declaração do Nelsinho...mostra que o pai..não influiu a sua criação essa palavra??? EU NÃO ME DAVA BÉM COM.... AIRTON SENNA.

Compartilhe

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More