8 de abr de 2009

"Mancadas" da FIA

Após o lamentável episódio do último GP da Austrália, onde os comissários da FIA, primeiro puniram a Jarno Trulli, tirando-lhe a 3º posição conquistada e, depois voltaram atrás e o punido foi Lewis Hamilton, tivemos, mais uma vez, a prova de que a FIA se equivoca. E muito!

Mas, você lembra quais foram as maiores "mancadas" ou "injustiças" da FIA na Fórmula 1?

Eu fiz um pequeno Top 5 do que considero terem sido momentos que mudaram (ou quase) a história da F1.

5º lugar - Fernando Alonso x Felipe Massa

GP da Itália de 2006. Fernando Alonso tentava revalidar seu título e disputava o campeonato Mundial com Michael Schumacher.

Na volta de classificação, Felipe Massa e Ferrari acusaram ao espanhol, de entorpecer a volta rápida do ferrarista. Alonso foi penalizado em 5 posições e largou desde o 10º lugar no grid.




4º lugar - Fernando Alonso x Lewis Hamilton

GP da Hungría de 2007. Última troca de pneus para os pilotos da Mclaren. Fernando Alonso entra primeiro em boxes e passa 20 segundos parado, com Lewis Hamilton esperando para fazer sua troca de pneus. O espanhol não entendia o porque de suas gomas serem usadas enquanto as de seu companheiro eram novas.

Alonso pede explicações e se inicia uma discussão via rádio. O espanhol sai dos boxes e faz a pole, mas Hamilton já não teria tempo para uma última tentativa.

Apesar de ter seus dois pilotos na 1ª fila, denunciam a Fernando Alonso perante a FIA, que é penalizado em 5 posições e à equipe Mclaren, que ficaria sem pontuar nessa corrida.



3º lugar - Michael Schumacher x Damon Hill

Schumacher e Hill chegavam ao GP da Austrália de 1994 - naquela época o último do ano - com possibilidades iguais de serem campeões: Schumacher tinha apenas 1 ponto a mais que Hill.

Schumacher começou a ter problemas com sua Benetton e saiu da pista batendo no muro. Quando voltou a pista, Damon Hill estava a ponto de ultrapassar-lhe. Foi aí quando, dando golpes no volante para acertar sua problemática Benneton, Schumacher "fecha", literalmente, a passagem de Hill.

O alemão abandona e fica à espera do que sucedera com Hill. Com problemas na suspensão, Hill abandona e Schumacher conquista seu primeiro Campeonato do Mundo.



2º lugar - James Hunt x Niki Lauda

Hunt(Mclaren) e Lauda(Ferrari) disputavam o campeonato de 1976 da F1. No GP da Inglaterra, logo na largada, Lauda e seu companheiro de equipe, Regazzoni, se chocam na primeira curva. Os demais pilotos saem "ilesos", incluindo Lauda, líder, menos Reggazoni e James Hunt, que vinha logo atrás das Ferrari, e teve sua Mclaren prejudicada.

O Diretor de Prova decide dar a bandeira vermelha e reiniciar a corrida. A Mclaren tenta preparar o carro reserva mas estava proibido.

O público queria a participação de Hunt e não restou outra opção a equipe Mclaren que não fosse reparar o carro que tinha iniciado a corrida.

Hunt re-largou e venceu a prova, mas por uma denúncia da equipe Ferrari, o resultado ficou suspenso. Tempo depois, excluíam definitivamente a Hunt da corrida e davam a vitória a Niki Lauda.



1º lugar - Ayrton Senna x Alain Prost

Circuito de Suzuka, 1989. Senna chega ao Japão precisando de uma vitória para lutar pelo título contra Alain Prost.

Na volta 47, Prost deixa uma "brecha" e Senna não pensa duas vezes para fazer a ultrapassagem. O francês fecha a trajetória prematuramente - e propositalmente na minha opiniao- e bate no companheiro de equipe. Os dois saem de pista. Seria fim de corrida e de chances de título para Senna.

Porém, o brasileiro "corta" a última chicane, a do incidente, e dá uma volta mais para depois entrar em boxes, trocar o aerofólio dianteiro e voltar pra pista para se recuperar e vencer a prova.

Mesmo com a impressionante vitória, desclassificam Ayrton Senna por cortar a chicane, deixando o título em mãos de Alain Prost.




Deixe sua opinião!

22 comentários:

Oi Priscilla,

Senna vs Prost / Prost vs Senna

"hors concours"

Briga de cachorro grande.

Bjs

94/95 - A Beneton não utiliza o filtro de combustível obrigatório por regulamento nas bombas de reabastecimento. A punição prevista em regulamento não era definida, então a entidade resolve desclassificar a equipe em algumas provas e noutras não, afim de manter o equilibrio do capeonato.

97- Schumacher joga o carro pra cima de Jacques, o alemão sai da prova e o canadense torna-se o campeão daquele ano, a FIA numa medida pra "inglês ver" tira o vice campeonato de Michael, mas não retira poles, vitórias e pontos daquele ano.

2007- A Mclaren utiliza-se de informações roubadas da Ferrari, indícios mostram que todos na equipe sabiam, inclusive os pilotos, apenas um bode expiatório foi punido, a equipe foi desclassificada do campeonato, mas os pilotos (Fernando Alonso e Lewis Hamilton) não perderam seus pontos, poles e vitórias. A mesma equipe pode participar de todos os gps do ano, a título de comparação, a equipe Honda foi suspensa de alguns gps por infração muito menos grave dois anos antes.

Priscila,

Senna x Prost: Sem comentários. Senna até não poderia ganhar o campeonato, mas aquela vitória... era sua por direito!!!

Hunt x Lauda: Uma das grandes demonstrações de força da Ferrari.

Hill x Schumacher: A primeira grande picaretagem de Schumacher.

Alonso x Hamilton: Inacreditável como uma disputa interna da equipe teve interferência da FIA. Por mais que alguns julguem que Alonso "prejudicou" Hamilton, jamais a FIA deveria intrometer-se no assunto.

Alonso x Massa: Mais uma tentativa desesperada da FIA de tornar o campeonato de 2006 disputado até as últimas provas. Isso, sem falar dos amortecedores de massa...rsrs

O que há de errado na punição de Fernado Alonso na Hungria?
Ele ficou parado, não deixou Lewis fazer a volta e ainda ficou com a pole.
Você pode até não gostar de Hamilton.Adorar Alonso. Só não pode ser etupida por isso

Anônimo,

Eu nao te faltei ao respeito, portanto peço que vc nao me falte a mim.

A puniçao do Alonso nao teve sentido pq foi uma briga interna.

A Mclaren tinha seus dois pilotos na 1º fila. Independente de quem seria 1º ou 2º, dane-se! A FIA nao tinha pq puní-lo.

Te dou como exemplo a Ferrari naquele triste episódio do Barrichello dando a vitória pro Schumacher. Aquilo foi um problema interno e nao havia, até entao, regra nenhuma que punisse aquilo, assim como no caso da Mclaren.

O Ewerton entendeu perfeitamente.

Ei Anônimo!!!

Sabe porque Alonso ficou parado prejudicando o Hamilton? Porque o Pinóquio Hamilton não respeitou um acordo de equipe. Havia um combinado entre eles de que a cada classificação um piloto iria deixar o outro dar uma volta a mais para ficar mais "leve" e ter maiores chances na classificação. Na Hungria era a vez de Hamilton dar passagem para o Alonso. Ele não cumpriu o acordo. Alonso quis dar o troco e se ferrou. Por isso, o quiprocó entre Dennis e Alonso. Pinóquio Hamilton é Pinóquio faz tempo. A Priscilla não é estúpida. Falou?

Ótimo post Priscilla...

Aquela corrida em Suzuka foi fantástica... Pena que entrou em campo a velharada da F1, que por sinal tá com um "tesão" danado esse ano...

Mas tão fantástica foi a corrida seguinte na Austrália, quando debaixo de muita chuva, Senna abriu 48s de vantagem do segundo colocado nas primeiras 4 voltas da corrida... Depois rodou, deu show, bateu e perdeu uma roda, ultrapassou com 3 rodas e teve que desistir... E aí, teria perdido o campeonato de todo jeito... Claro que se não houvesse aquele primeiro episódio ele teria feito uma corrida bem mais conservadora, mas o "se" não existe...

A F1 vai ficar boa quando o regulamento for respeitado, e, quando em uma situação não prevista, passe a valer o bom senso...

Houveram mais casos de falcatruas, cavernadoleao... Em 1993 metade das equipes utiliza combustível irregular até a metade do campeonato, inclusive a poderosa Williams; título seria de Senna... Em 1991 o Mansell furou a gincane para embalar o carro e ultrapassar o Senna na Alemanha e não foi punido...

Aquela pérola da troca de posições entre Barrichello e "Dick Vigarista" na Áustria... Aquilo foi bem diferente do que ocorreu entre Alonso e Hamilton no "TREINO" de Ímola...

Por isso repito, tem que haver uma punição mais severa para a atitude anti-esportiva... Tem que perder todos os pontos tanto a equipe como os pilotos, serem desclassificados do campeonato e, nos casos mais graves como as "fechadas" de ultrapassagens intencionais como as de Prost e "Dick Vigarista", o "bandido" tem que ser desclassificado do campeonato, perder todos os pontos, poles, vitórias, etc e ser suspenso por 1 ano das atividades automobilísticas. Em caso de reincidência ser banido do esporte!!!

Em risco na Toro Rosso, Bourdais pode dar lugar a Senna

Fonte: http://esporte.ig.com.br/grandepremio/

B'Hengler,

Sobre as "pérolas" que vc comentou, acho que foi um grande falho no regulamento da FIA, nao colocar essas questoes.

Mas a verdade è que as puniçoes para esse tipo de atitude nao existiam no regulamento. Vai punir o quê? No caso do Alonso por exemplo, nao vou discutir quem estava certo ou errado, mas me diz onde está escrito que o cara nao pode ficar 20 segundos parado nos boxes?

No caso do Schummi, apesar de, realmente, o fato ser diferente, sao coisas que o regulamento nao esperava portanto nao cabia à FIA fazer nada, apenas o que de fato fez: Proibir desde entao a troca de posiçoes e tal.

Mas CREIO EU que nao deveria ter interferido no campeonato.

Sobre as atitudes anti-desportivas, concordo plenamente, mas ao mesmo tempo nao acho que acontecerá pq a F1 hj em dia tem muito mais interesses por trás do que a simples deportividade.

Sem ir muito longe: Alguém acha realmente que Lewis pode ser excluído do campeonato 2009?

Como o Alonsinho eh injustiçado,tadinho,devia deixa-lo pintar e bodar na mclaren,da o carro so pra ele e a FIA nao tem nada a ver com isso?rsrs,entao era certo a ferrari manda o pe de chinelo encosta na Austria pra Shumi passar em 2002,fala serio,rsrs

Mais uma vez, Zuador e suas asneiras de sempre...

Pri, excelente post! E ótimas explicações também.

E se pararmos pra pensar, quanta sacanagem já rolou durante essas décadas do esporte! Impressionante...

Abração, Pri!

Mas eu também acho que o que ocorreu entre o Alonso e o Hamilton não é motivo de punição... Aquilo é ridículo...

Além de tudo, se a questão dos pneus usados fosse confirmada no rádio, quem deveria ter sido punido era L. Hamilton e a McLaren e não o Alonso...

E a troca de posições da Áustria não interferiu no final do campeonato, mas na época o Coulthard estava próximo nos pontos... E aí volta o jogo do "se"...

E você tem toda razão quando diz que o que vale mesmo é o interesse comercial na F1, o "Dick Vigarista" só não foi punido na época porque achavam que ele seria o novo Senna, um cara com carisma zero, "pensa"!!! E por esse mesmo motivo não irão punir L. Hamilton, por sinal, na minha opinião, a punição já foi mais do que justa, não tem porque continuar mexendo mais nisso aí não...

Priscilla,

Acredito que nada acontecerá com Hamilton...no máximo multas a McLaren. Mas nunca sabemos o que se passa na cabeça de &$#@*% dos dirigentes da FIA!

É isso aí Ewerton...

Na cabeça dos dirigentes da F1 atual e do passado, tem o mesmo que eu acho direto na fralda do meu filho...

Dizem que em fralda de criança e cabeça de dirigente de F1 você pode encontrar de tudo...

Uhausahsusahshsua...

As evidências de que a McLaren está novamente em maus lençóis para o julgamento do próximo dia 29 no Conselho Mundial da FIA aumentam a cada dia. Depois de Bernie Ecclestone declarar que o time pode, sim, ser excluído da temporada de 2009, a revista "Autosport" dá detalhes do que aconteceu no encontro de Lewis Hamilton e Dave Ryan com os comissários do GP da Austrália em Sepang, que acabou desclassificando o piloto da prova em Melbourne e provocou a convocação da FIA. De acordo com a publicação, Hamilton e Ryan mentiram deliberadamente na reunião na Malásia.

A "Autosport" ouviu uma fonte da federação que esteve presente no encontro, e dá detalhes do que aconteceu. "Primeiramente, Lewis ouviu a gravação de rádio (que mostra a McLaren ordenando o piloto a deixar Jarno Trulli retomar a terceira colocação). Mas, aparentemente, a estratégia deles era ser bastante vago e não dar nenhuma resposta direta", afirmou a fonte.

"Depois, a entrevista em que ele diz 'me pediram para deixar ele passar' foi reproduzida. Neste ponto, os dois ficaram bastante desconfortáveis, mas seguiram negando que aquilo tinha realmente acontecido. Foi um tanto quanto surreal, pois havia a gravação de rádio e a entrevista, e ambos continuaram com uma história completamente diferente, negando o que haviam dito. Mas as palavras foram claras", explicou o representante da FIA.

O diretor de prova Charlie Whiting também declarou que Hamilton negou, durante a reunião após a corrida em Melbourne, que havia deixado Trulli passar. "Quando perguntado claramente 'você o deixou ultrapassar conscientemente? Você desviou seu carro para isso?', Hamilton disse que não. A pergunta foi feita mais de uma vez, e ele confirmou que não havia diminuído sua velocidade nem deixado Trulli seguir adiante", revelou o dirigente.

A McLaren foi enquadrada no artigo 151c do Código Esportivo Internacional — que trata das "quebras de regulamento baseadas em conduta fraudulenta, ou quaisquer atos prejudiciais aos interesses de outros competidores ou do esporte" — por cometer cinco infrações, e corre o risco de sofrer desde uma multa em dinheiro até mesmo a exclusão do Mundial de 2009.


Se isso for verdade a McLaren e o Sr. Jogador de PS3 vao se fufu legal.

Priscilla,
Lendo os comentários e relembrando várias "mancadas", chego à conclusão de que essas decisões da FIA não são um erro técnico, mas o retrato de quem está podendo mais na época.

O difusor cumpre o objetivo de tornar a categoria mais competitiva, por outro lado, as equipes que correm com o KERS não puderam desenvolver/testar o sistema o suficente e no momento, o efeito é mais de âncora/bola de ferro. Não se evolui um projeto tão diferenciado do dia para a noite e sem testes (Max e Bernie sabem disso).

O GP de Paris, em 14 de abril, não vai ser um julgamento. Vai refletir quem está podendo mais na F1: FIA/FOM ou FOTA.

Bjs,
Henry

como se vê, vem de longe as besteiras da entidade.
Nem é previlegio de Max e Bernie.

- Bem... quando Schumacher foi punido em Monte Carlo, 2006, atravessando o carro na pista e impedindo Alonso de fazer a pole, o mundo chiou, o alemão foi punido, largando em último.

O que Alonso fez na Hungria em 2007 foi o mesmo. Não interessa se é disputa interna ou não. Era disputa que interferiria em algo maior, na disputa do título mundial. Assim como ocorreu em Mônaco. E, ao contrário do alemão, Alonso não largou em último.

- Schumacher x Hill: o inglês só disputou aquele título porque a FIA quis assim. Aquele milímetro que "desgastou demais" é que foi uma grande farsa. O campeonato de 1994 acabaria muito antes de Adelaide. Quando chegaram à Bélgica, Scumacher liderava por 76 x 45. Mesmo com duas corridas fora, duvido que o (limitaíssimo) Hill descontasse 11 pontos do alemão.

Mas alguns dirão que a Benneton estava irregular... Realmente. Tão irregular quanto a Williams n.º 2 com um remendo mal feito e que acabou por ceifar a vida de Ayrton Senna. A Benneton poderia não ter o melhor carro naquele ano, mas era o suficiente para, nas mãos de Schumacher, rivalizar com a toda poderosa Williams.

- 1976, Brands Hatch: até onde eu sei, Hunt não poderia largar com aquele carro. Algo semelhante aconteceu com Senna em Jacarepaguá, 1988, onde o brasileiro também foi desclassificado. O problema é que os comissários da FIA literalmente "se borraram" para a torcida inglesa, que atirava latas na pista e ameaçava a fazer algo maior, caso Hunt não largasse. Só para detalhar, um inglês não vencia o GP da Inglaterra desde 1958, com Peter Collins. Dá para, ao menos, visualizar o clima que antecedia a segunda largada.

A propósito, resumir o campeonato de 1976 a esse epísódio, como tivesse sido uma grande mudança, parece-me muito singelo. Por que não relatar o GP da Espanha do mesmo ano? Hunt venceu, foi desclassificado e sua vitória foi confirmada somente 2 meses depois, como ocorreu com Lauda em Brands Hatch. O detalhe é que a McLaren foi punida com multa por seu carro estar irregular. Ora, mas se estava irregular, quem foi prejudicado foi Lauda e a Ferrari, que chegaram em segundo. Então Hunt não deveria ter vencido.

Muitos podem não gostar da Ferrari e é direito de cada um. Mas pegar um fato isolado para "malhar" não me parece correto...

-1989: Senna cortou a chincane e foi punido. Em 2005 (ou 2004, não me recordo direito), Alonso cortou caminho no mesmo circuito, no mesmo lugar e teve que devolver a posição durante a corrida. Hamilton cortou chincane e foi punido em Spa, 2008. Por que a punição para alguns pode valer e para outros não?

Mais: de propósito ou não, 1989 foi o ano em que Senna não mereceu o título, por seu ego tão grande que o cegou na sua briga interna com Prost e pelas besteiras na pista, como em Jacarepaguá, Silverstone, Monza e no Estoril, quando bateu com um Nigel Mansell que já havia tomado bandeira preta. Uma das maiores bobagens daquele ano, quiça da F1.


É claro que muita coisa acontece nos bastidores e que as mancadas estão aí.. respeito as opiniões contrárias, mas fica difícil resumir a estória de um campeonato a um único incidente. Qualquer que seja o ano.

Concordo com quase tudo Don Corneole... Mas há uma diferença significativa entre o "corte" da gincane pelo Senna em 1989 e os cortes citados como comparativos, do Alonso e Hamilton...

O Senna sofreu um "acidente" e foi empurrado para a área de escape, conseguiu fazer o carro funcionar e voltou para a pista, pelo local adequado, sem ultrapassar ninguém...

Alonso e Hamilton utilizaram-se da área de escape para embalar os carros e conseguir a ultrapassagem...

Você poderia citar o GP Hokkenheim de 1992, lá o "leão" Mansell embalou sua poderosa Williams de "outro planeta" para conseguir ultrapassar o Senna no final da reta, e até hoje eu espero a punição!!!

Don,

A idéia do post nao foi pegar fatos isolados ou momentos para justificar isso ou aquilo, simplesmente foram fatos que lembrei e que considero terem sido mal interpretados pela FIA e que de uma maneir ou outra podem ter mudado "o rumo" das coisas.

Me explico:

Schumacher X Hill: OK! Mas nao podemos negar o fato de que JOGOU o caro pra cima do Hill. Agora, se foram outras questoes as que levaram a FIA a nao puní-lo eu já nao sei...

Hunt: Pelo que eu li, o Hunt nao poderia largar com o carro reserva e o que a Mclaren fez foi arrumar o oficial. Mas enfim, se a FIA liberou do cara participar da corrida, nao tinha propósito julgá-lo tempo depois. Se disse sim, disse sim...

Senna e a chicane: Totalmente diferente um caso do outro. É o que o B'Hengler já explicou.

E no mais...É isso!

A intençao nao foi a de resumir nada.

Compartilhe

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More