5 de dez de 2008

Cosworth volta a F1 em 2010

A empresa Cosworth, especializada na fabricação de motores para corridas, que participou do ano 1967 até 2006 na F1, volta à categoria em 2010.


Frente a crise econômica mundial que ameaça também a F1, a FIA, como medida de redução de custos, anunciou que, a partir de 2010 e para os seguintes anos, a Cosworth fornecerá motores e um sistema de transmissão a baixo custo.

O custo para as equipes que queiram utilizar o pacote Cosworth será de 2 milhões de euros, além de 5,5 milhões mais para cada temporada.

"O custo anual será reduzido se mais de quatro equipes optam por essa opção"- disse Max Mosley, presidente da FIA.

As equipes que não queiram utilizar o motor standard, terão o direito de construir seu próprio motor, ou uma versão dos atuais V8 de 2,4 litros. Apesar da liberdade quanto ao motor, terão que utilizar a transmissão standard oferecida por Ricardo Transmissions, empresa britânica.

Max deseja que pelo menos quatro equipes contratem o novo pacote até a próxima quinta-feira, ou os preços poderiam subir.

A idéia, de momento, é para ajudar as equipes pequenas que venham a surgir, ou até mesmo às equipes que se encontram em má situação.

Porém, pouco a pouco vemos a idéia de Max Mosley, sobre o motor único, se aproximar.

Esperemos a reação das equipes...

Fonte:www.thef1.com

3 comentários:

Eu espero que com esse motor e cambio standard, mais equipes pequenas, como a Toro Rosso, apareçam na F1.
Faz falta essas equipes que são escolas pra muito piloto que vem das categorias de acesso.
Tae o Alonso, Kimi, Massa e Schumaker que estrearam em equipes pequenas.

Sei lá se essa idéia do motor único vai ser implantada mesmo...

Acredito em algo intermediário... Sei lá... Não li nada sobre o assunto, é puro chute...

Mas no passado já houve diferenças de peso entre os carros aspirados e os turbos... Será que não farão algo parecido???

Tipo assim: quem utilizar o motor padrão corre com "X" de peso e quem quiser liberdade para utilizar outro motor corre com "X+Y" de peso...

Não acho isso legal, mas o precipício que se aproxima da F1 vai exigir medidas um tanto quanto ortodoxas...

Espero que eles não façam como aquele jogador de futebol, que me falta o nome, que disse: "Nosso time estava à beira do precipício, aí fez a coisa certa, deu um passo à frente"...

ÊÊÊÊÊ. Isso quer dizer que o Alonso está próximo de se aposentar. Já foi o Coulthard, tá indo o Barrichello, agora só falta o Alonso sumir da F1 prá ela se livrar dos caras mais imbecis da categoria.

Compartilhe

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More