17 de mar de 2010

Ressaca do Bahrein

A Petrobrás poderia voltar a Fórmula 1, em breve.


A empresa petrolífera brasileira Petrobrás, ex-patrocinadora da equipe Williams, poderia estar perto de patrocinar a equipe Lotus, e portanto, voltar à F1.

As negociações ainda estão no começo mas parecem ir por bom caminho. De ser confirmada, o logo da empresa apareceria estampado no carro a partir do Gp da Espanha, em Maio.



Após os problemas com o motor Renault, que tiraram a vitória de Sebastian Vettel, em Bahrein, Helmut Marko, chefe esportivo da equipe Red Bull, resolveu falar sobre o porquê de seguir com os franceses como fornecedores de motor.


Acontece que, por medo a serem superados, os responsáveis pelo fornecimento do motor Mercedes - e provavelmente Mclaren e Brawn GP, agora Mercedes GP - não quiseram atender à equipe vice-campeã da temporada 2009.

"Eles não nos queriam. Sem ser arrogantes, Mercedes sabia que com o mesmo motor nem nos veria em pista".
Por falta de opçoes, a Red Bull seguiu com a Renault e já parecem estar se arrependendo...



Frente a todas os ataques que a F1 está sofrendo nestes dias, após um "desanimador" GP do Bahrein, muitas são as opções ou tentativas para melhorar o espetáculo, que deverão ser avaliadas pelos responsáveis.


Heikki Kovalainen, piloto Lotus, é um dos que se arrisca a apontar soluções. No caso, sua idéia é "acabar com as bandeiras azuis".

A bandeira azul indica que o piloto deve deixar-se ultrapassar pelo carro que vem atrás.

"Aos retardatários não deveriam de mostrar a bandeira azul já que assim daria tempo aos carros de atrás alcançarem ao líder". - explicou o finlandês.



Ainda sobre as críticas ao atual panorama da F1, Bernie Ecclestone falou com alguns meios de comunicação sobre as regras da F1 atual, ao mesmo tempo em que deixou um recado bem claro:


"Não podemos mudar as regras. Levaria muito tempo e seria muito difícil. A F1 agora é uma democracia e todas as equipes votaram a favor destas normas, assim que agora também devem lidar com elas".

Fonte:www.thef1.com

6 comentários:

Acho q podiasse acabar com a obrigatoriedade de se andar com os 2 compostos de pneus.

Assim equipes poderiam arriscar usar apenas 1 composto durante toda a corrida, enquanto outra podia arriscar usar variamos, talvez no fim da corrida poderia acontecer brigas entre aquelas q usaram so 1 tipo de pneu e provavelmente esteja desgastado com aquelas equipes q optaram por não preservar pneu e andar forte.

Prá falar a verdade...acabar com a regra das bandeiras azul, só poderia sair da cabeça do KOVA.

Só depois da bandeira final do gp da Austrália...é que poderemos ver o tamanho do rombo na f1[pesadelo sei lá]

"viva a dona do blog...acabou a senssura...."

Opa...
O cara do "viagra" vazou!!!
Essa do Kova deve ser para evitar alguma punição por não ver a bandeira...
Só pode... O que ele vai levar de bandeirada azul este ano não é brincadeira...
Kkkkkkkk...

A Mercedes acha que o "Dick" não está lento...
Afinal, o Rosberg é um "mega" piloto...
Kkkkkkkk... Mais de 0,5 s por volta...
Kkkkkkkk...
E o Galvão falou que é questão de tempo para ele recuperar essa diferença...
Mas ele não é o "super-homem"???
Então deveria estar virando 2s mais rápido que os demais...
E não apenas igualar o Rosberg!!!
Não???
Kkkkkkkk...

E esse olhar do Ecclestone na foto é porque ele tá mirando no rombo que a ex-mulher vai dar no cofre dele...
Kkkkkkkk...
Deve estar pensando assim:
"Certo era o Mosley, no final das contas, aquelas orgias eram bem mais baratas"...
Kkkkkkkk...
Afinal, 1,7 bilhões é dinheiro prá dedéu...
Até prá ele!!!
Kkkkkkkk...

Nao sei onde foi que eu li que a fortuna do Ecclestone é de 3 bilhoes de euros e que ele está muito feliz pq a mulher dele ao final levará "apenas" 700 milhoes. Se ela pedisse a metade ele estaria fúúúúúúú....rs

@Priscilla...
Nossas diferenças são "referenciais"...
Como estou no Brasil, a notícia que li foi em "Real"...
Como você está na Europa, o valor que você leu está em "Euro"...
No final das contas o "prejú" vai ser o mesmo!!!
Kkkkkkkk...

Quanto a declaração do Sr Marko, chefe esportivo da Red Bull, é bravata, tá mais prá "cutucar" os franceses da Renault para que eles forneçam motores mais confiáveis.

Compartilhe

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More