3 de nov de 2009

Bridgestone abandona a F1 apartir de 2011

O único provedor de pneus para a Fórmula 1 desde 2008, a Bridgestone, anunciou nesta segunda-feira que 2010 será o último ano com sua participação. Eles decidiram não renovar o contrato de exclusividade que vai até o próximo ano.


Hiroshi Yasukawa, chefe do programa de competição da compania disse que a decisão foi tomada para " intensificar o desenvolvimento de tecnologias inovadoras e produtos estratégicos" - ou o que é o mesmo: "A crise chegou pra gente também".

A Bridgestone está na F1 desde 1997, dividindo espaço com outros provedores, até que em 2007 fechou contrato para ser único provedor da categoria.

5 comentários:

Essa foto tá meio veinha não??? mas ela já vai tarde....

Ah, perderemos as setinhas nas laterais dos pneus...

Assim não vai dar pra fazer piada quando alguma equipe fizer a patacoada de trocar esquerdo com direito.

Acho que indeferente da marca de pneu que for "escolhida", o ideal é eles serem um pouco mais rigorosos na emissão da autorização para pilotos estarem aptos a pilotar um F1...

Pilotos que erram o box da equipe não deveriam estar na pista!!!

Ah, B'Hengler, mas quando eu falei sobre a inexperiência do "Jaiminho", teve gente que não entendeu.Eu temia na verdade uma barbeiragem que podesse se transformar num acidente fatal.Mas continua claro que ele não tem "cujones" para sentar num bólido da F1.
Sobre os pneus, nunca gostei dessa idéia de apenas um fornececedor.Cadê a competição?
Se bem que não esqueço o fiasco da Michelin em Indianápolis, quando somente seis carros disputaram a corrida.E o Rubinho foi...segundo!

Agora não teremos mais aqui no Brasil o comercial de pneus com o Massa e sua lingua presa - ou melhor: pguesa - tentando falar Bridgestone...

Devia acabar era a exclusividade, mais marcas, mais competição.

Compartilhe

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More