26 de jan de 2012

Pirelli apresenta os pneus para 2012

A Pirelli apresentou ontem em Abu Dhabi os novos compostos para a temporada 2012 da Fórmula 1.

Segundo a própria marca, os novos compostos serão mais macios e mais "quadrados", com mais agarre, para compensar um pouco a falta de aerodinâmica dos novos carros, principalmente na parte traseira. Apesar da degradação constante, as gomas foram desenhadas para reduzir o risco de blistering (bolhas nos pneus).


Pirelli estima que a diferença de 1,2 a 1,8 segundos de diferença entre compostos, no ano passado, passaria a estar agora entre 6 e 8 décimos, com o objetivo de que as estratégias sejam mais abertas e as disputas mais igualadas.

As cores que identificam os compostos seguem sendo as mesmas do ano passado e com a inscrição "P Zero". Há mudanças apenas nos compostos de chuva: os intermediários passam do azul claro ao verde e os de chuva extrema, do laranja ao azul e estarão marcados com o nome "Cinturato", nome com que a Pirelli estreou a seis décadas.

P Zero vermelho, super macio para circuitos urbanos


Dos quatro slicks, este é o único que não mudou desde a temporada 2011, onde se mostrou particularmente versátil. Oferece altos picos de rendimento em circuitos lentos e sinuosos, que se caracterizam pelo asfalto resvaladiço e cargas laterais. Este é o composto ideal para circuitos urbanos ou instalações semi-permanentes.

P Zero amarelo, mais suave com menos bolhas


Os novos pneus macios se adaptam bem aos circuitos com desgaste na superfície dos pneus. Está desenhado para oferecer um alto nível de agarre. Em comparação com o pneu equivalente en 2011, oferece uma maior resistência térmica para reduzir o risco de formação de bolhas.

P Zero branco, o composto médio que se adapta a todas as condições


Este composto, muito versátil, se adapta a todo tipo de condições de pista, principalmente quando as características do circuito são variáveis. O novo P Zero branco pretende ser a opção de pneus para pistas com altas temperaturas ou superfícies abrasivas e com o "prime" -ponto máximo de optimização- nas pistas menos severas e de menos exigência para os pneus.

P Zero prata, duro e inflexível, mas não tanto


O novo composto duro garante a máxima durabilidade e um menor deterioro, junto com uma ótima resistência as condições mais extremas, mas não é tão duro como o composto equivalente do ano passado. O P Zero prata é ideal para longos percursos, necessitando mais tempo para aquecer, além de ser adaptado aos circuitos com asfalto abrasivo, grandes forças laterais e altas temperaturas. É o único dos novos compostos que os pilotos ainda não experimentaram.

Cinturato Verde, o intermediário para pouca chuva


Depois das excelentes performances vistas na temporada 2011 durante corridas exigentes, como o GP do Canadá , os engenheiros da Pirelli decidiram não fazer qualquer alteração nos pneus intermediários

Cinturato Azul, chuva extrema


Dos dois compostos de chuva apenas o de chuva extrema foi alterado em comparação com a versão de 2011. As mudanças estão nos pneus traseiros, que utilizam un perfil diferente a fim de otimizar a dispersão da água em caso de aquaplaning e garantir um maior grau de precisão na condução.



Fonte e fotos: pirelli.com

1 comentários:

Segunda versão dos pneus Reestart!

Compartilhe

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More