20 de nov de 2012

Red Bull leva novos alternadores para o Brasil

A equipe Red Bull montará no GP Brasil uma nova especificação de seus alternadores que tantos abandonos lhes significaram ao longo da temporada.

A Renault, fornecedora desses alternadores, confirmou que a peça passou por todos os testes e está pronta para ser usada, ficando à disposição da equipe.


A opção de utilizar essa nova especificação de alternador já em Austin, para o GP dos Estados Unidos, foi colocada sobre a mesa, porém a Red Bull decidiu que ainda não era o momento de utilizá-la. A consequência foi mais um abandono, dessa vez de Mark Webber.

A empresa francesa confirma que todos os testes foram aprovados, inclusive, todos os carros-cliente, que utilizam o mesmo alternador que a equipe austríaca, levaram essa evolução da peça no último GP, como vimos, sem nenhum abandono, além do australiano.

Williams, Lotus, Caterham e Red Bull são os carro-cliente dos motores Renault e todos eles apresentaram algum tipo de problema com a peça que em alguma corrida desse ano. Porém, a equipe austríaca é a que mais problemas apresentou. Foram 3 abandonos e vários problemas - com o KERS, por exemplo- que poderiam indicar alguma falha do alternador.

Alternador: saiba mais

O alternador é o responsável por transformar energia mecânica em energia elétrica. Ao carregar a bateria, alimenta todos os sistemas elétricos com sua corrente quando o motor está em funcionamento. Em caso de falha do alternador, a bateria simplesmente deixa de carregar, uma vez que não tem outra fonte.

Em um carro de F1 o alternador é bem menor que em um carro de rua e se monta perto do motor, o mais abaixo possível, para baixar o centro de gravidade do carro.

Imagem by Scarbs
No caso da Renault, o problema está no sobreaquecimento da peça. O fato de estar tao próximo ao motor faz com que aguente todo o calor dos tubos de escape, da pista, ao estar tao próximo ao chão, e do próprio motor, recebendo uma pequena corrente de ar para se refrigerar e contando, obviamente, com um isolante térmico. Costuma ser uma peça de bastante confiabilidade, algo que a Renault ainda tem pendente em provar. Faça sua aposta! Em menos de uma semana conheceremos o resultado.

0 comentários:

Compartilhe

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More