22 de jul de 2012

GP da Alemanha

Terceira vitória na temporada 2012 para o espanhol Fernando Alonso que venceu o Grande Prêmio da Alemanha e aumentou, um pouco mais, sua vantagem em relação aos rivais na briga pelo título.

A chuva deixou os verdadeiros protagonistas brilharem e assim aconteceu. Alonso, que largou desde a pole,  dominou a corrida, chegou a ser ameaçado no final mas administrou bem o que tinha em mãos. Os espanhol sai da Alemanha com 34 pontos à frente do segundo colocado no Mundial de Pilotos.


A segunda posição ficou com Jenson Button, que largou na 6ª posição e em grande desempenho garantiu a 2ª posição. Chegou a ameaçar a vitória de Alonso no fim da prova, mas a disputa da posição com Vettel o deixou atrás.

Vettel recebe punição após a corrida


Correndo em casa e já com a 1ª posição fora de suas possibilidades, Vettel tentou conseguir a melhor posição, neste caso, o segundo lugar. A disputa era com Jenson Button e tinha tudo pra ser uma grande disputa, a duas voltas do final, se não fosse porque Vettel ultrapassou o inglês por fora da pista.

O alemão não devolveu a posição, cruzou a linha de chegada em segundo, subiu no pódio, recebeu o prêmio do 2º colocado e horas depois, foi punido com um drive-trough, ou o que é o mesmo depois de finalizada a corrida, 20 segundos a mais em seu tempo de prova, o que lhe deixa com a 5ª posição.

O terceiro lugar na prova, portanto, ficou com Kimi Raikkonen que teve longas disputas com os Force India e Sauber, hoje.

Quarta posição é de Kamui Kobayashi que volta a pontuar depois de duas corridas fora do Top 10.

Uma segunda Sauber na 6ª posição confirma o bom rendimento da equipe suíça no circuito alemão. os dois companheiros de equipe tiveram várias disputas individuais e, inclusive, entre eles mesmos.


Michael Schumacher terminou na 7ª posição após boa saída, em bela disputa com Vettel no início, mas não pode manter o ritmo e apesar de brigar muito, a sétima posição foi o que deu pra fazer.

Mark Webber largou na 8ª posição e terminou por lá mesmo. Não teve o ritmo esperado com o RB8 e sofreu pra marcar dois pontos.

Nona posição para Nico Hulkenberg, que travou algumas disputas interessantes durante a corrida. Não deu pra segurar a 4ª posição conseguida no sábado, mas terminar nos pontos, em casa, segue sendo bom para o alemão.

Fechando o Top 10, mais um alemão: Nico Rosberg. Foi apenas um ponto, mas foi uma grande corrida de recuperação tendo em conta que largou da 21ª posição, depois de uma classificação ruim e uma punição por troca de caixa de câmbios.

Assim terminou, oficialmente, o GP da Alemanha:


1 – Fernando Alonso (ESP) - Ferrari - 67 voltas
2 – Jenson Button (GBR) - McLaren – a 6s9
3 – Kimi Raikkonen (FIN) – Lotus – a 16s4
4 – Kamui Kobayashi (JAP) - Sauber – a 21s9
5 – Sebastian Vettel (ALE) - Red Bull – a 3s7
6 – Sergio Pérez (MEX) – Sauber – a 27s8
7 – Michael Schumacher (ALE) - Mercedes – a 28s9
8 – Mark Webber (AUS) - Red Bull - a 46s9
9 – Nico Hulkenberg (ALE) - Force India – a 48s1
10 – Nico Rosberg (ALE) - Mercedes – a 48s8
11 – Paul di Resta (GBR) - Force India – a 59s2
12 – Felipe Massa (BRA) - Ferrari – a 1m11s4
13 – Daniel Ricciardo (AUS) - Toro Rosso – a 1m16s8
14 – Jean-Éric Vergne (FRA) - Toro Rosso – a 1m16s9
15 – Pastor Maldonado (VEN) - Williams – a 1 volta
16 – Vitaly Petrov (RUS) – Caterham – a 1 volta
17 – Bruno Senna (BRA) - Williams – a 1 volta
18 – Romain Grosjean (FRA) - Lotus – a 1 volta
19 – Heikki Kovalainen (FIN) - Caterham – a 2 voltas
20 – Charles Pic (FRA) – Marussia – a 2 voltas
21 – Pedro de la Rosa (ESP) – HRT – a 3 voltas
22 – Timo Glock (ALE) – Marussia – a 3 voltas
23 – Narain Karthikeyan (IND) – HRT – a 3 voltas
24 – Lewis Hamilton (GBR) - McLaren – Abandonou

Próximo fim de semana já tem corrida: Hungria nos espera! Atentos ao Bolão!

8 comentários:

Alonso desde 2005, sempre esteve um degrau à mais do restante, e hoje, como os carros estão nivelados, o piloto espanhol sobra...

putos comissarios fuderam minha aposta....

É Eduardo, teu prejuízo foi maior que o meu. Perdi apenas o piloto-coringa...

Em todo caso, acho que a punição, novamente, foi rigorosa. Tudo bem que o Vettel teve que usar a área de escape, mas não houve toque, não houve fechada, mudança de posição brusca... apenas ultrapassagem. E se a área de escape é melhor que a pista, então que coloquem asfalto fora da pista e concreto na pista... he he he

Outra coisa: quando se é retardatário, não dão bandeira azul pra deixar ser ultrapassado? Por que, então, não fizeram isso com o Hamilton quando este vinha encaixotado entre Alonso e Vettel que disputavam a liderança???

Incrível como Alonso domina seus adversários... parece um domador de leões, com as feras em volta dele, num pequeno espaço... bem diferente do Vettel ano passado que domava as feras a quilômetros de distância...

E a duplinha da Sauber fez a festa hoje...

O Hamilton deu adeus ao campeonato...

O Raikkonen vai terminar entre os 3 melhores do campeonato...

E no final do ano teremos um novo tricampeão... merecidamente!!!

Valeu FIA, ganhei o piloto coringa. lol

Ainda acho cedo pra já comemorar um possivel tri do Alonso.
O Cara tá fantastico, 100% mental e fisicamente.
Mas o F2012 ainda peca.
Na reta o Button chegava a 318km/h facil, facil e Alonso engasgava nos 298.
Alias esse era o motivo pq não adiantava balançar bandeira azul pro Hamilton, ele vinha muito mais veloz que Vettel e Alonso.

Alonso precisa de um excelente resultado na Hungria pra ir descansado pra Monza e SPA.
Aonde a Ferrari deve penar por falta de velocidade final.

Anderson, sobre a falta de velocidade de reta da Ferrari, acho que já amenizaram e muito o problema, afinal a velocidade máxima que vi Button chegar, foi nos 315 km/h (com DRS), ao passo que sem DRS, Alonso chegou aos 303. Temos que ver também, as relações de marchas mais curtas, privilegiando a tração, e ao que parece, no caso da Mclaren, uma relação de marchas mais longa, que privilegia a velocidade final, mas nesse caso, Button não conseguia tracionar bem na curva anterior da reta, onde Alonso se mantinha. Sobre o fato de Hamilton estar mais veloz, temos que ver que os pneus do inglês estavam em melhor estado, pois tinha parado depois, além da tática diferente dos ponteiros. Alonso estava feito um cachorro louco, pois percebendo que Hamilton estava no jogo de equipe para favorecer Button, não deu chance para o inglês. Uma coisa é fato: Hamilton já brigou por vitórias, e sabe o quê significa o que ele fez com Vettel...um dia a atrapalhada pode ser a Mclaren...

Sobre a diferença de 12 km/h entre Button e Alonso, 315 x 303, esses 12 km/h são criados pela DRS.

Acabei de rever a corrida e mudo minha opinião sobre a punição do Vettel. Foi justa, sim!

Não vi nenhuma ultrapassagem daquela forma naquele local específico. E o próprio Button fez duas manobras bonitas e limpas, por dentro, ali mesmo.

E o Button deu o lado de fora pro Vettel justamente por achar improvável que o alemãozinho conseguisse ultrapassá-lo limpamente por fora.

Em meu prisma,não considero Fernando Alonso o melhor automobilista de sua geração,pois o mesmo não dispõe de inteligência estratégica e emocional,habilidades que o jovem Button possui.
Pouco refere-se a Button e seus talentos estratégicos e sua condução extremamente suave e delicada,natural de um país que não respeita seus vice-campeões,seus medalhistas de bronze e seus prodígios (cito isto por conta própria).

Compartilhe

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More